"A distância social mais espantosa no Brasil é a que separa e opõe os pobres dos ricos.
A ela se soma, porém, a discriminação que pesa sobre negros, mulatos e índios, sobretudo os primeiros".

Darcy Ribeiro


Por que o nome BRASILIÁRIOS

É uma dupla homenagem, à escritora Clarice Lispector e ao filme curta-metragem de mesmo nome.  Clarice esteve em Brasília duas ou três vezes, a primeira no Natal de 1969 e depois em 1970. Foram visitas suficientes para que ela captasse o lado espiritual e mágico da capital dos brasileiros. Foi pensando assim que ela inventou até um gentílico para os seus habitantes: brasiliários.
 
Para Clarice, “os brasiliários vestiam-se de ouro branco. A raça se extinguiu porque nasciam poucos filhos. Quanto mais belos os brasiliários, mais cegos e mais puros e mais faiscantes, e menos filhos. Não havia em nome de que morrer”.
 
A origem dessa civilização ainda está por ser descoberta, mas a escritura intuiu que “...no século IV a.C. [a região] era habitada por homens e mulheres louros e altíssimos, que não eram americanos nem suecos, e que faiscavam ao sol. Eram todos cegos. É por isso que em Brasília não há onde esbarrar.”
 
Esse sonho exotérico de Clarice foi captado pelos cineastas Zuleica Porto e Sérgio Bazi e incorporado pela atriz Cláudia Pereira, numa ousada produção dos anos 80. A música original do filme, premiada no Festival de Brasília, é de Guilherme Vaz.
 
O filme Brasiliários, como quase tudo hoje em dia, pode ser visto no youtube. E o texto de Clarice é alcançável no Google.
 
Esperamos que esse site www.brasiliarios.com esteja à altura dos homenageados e dos nossos leitores.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Vídeos

Mais Vídeos
Watch the video