“Maldito é o soldado que aponta sua arma para o seu próprio povo".

 Simón Bolívar


Paulo Emilio Salles Gomes - 100 anos
Homenagem aos 100 anos do nascimento de Paulo Emilio

Para comemorar os 100 anos do nascimento de Paulo Emílio Salles Gomes, historiador, crítico de cinema e militante político brasileiro, o 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro criou uma medalha em sua homenagem. A primeira personalidade a receber essa honraria será outro crítico de cinema, o professor Jean-Claude Bernadet. De 20 a 27 de setembro, no Cine Brasília.

Paulo Emílio nasceu em São Paulo, no dia 17 de dezembro de 1916. Morreu dia 9 de setembro de 1977. Sua militância política o levou à prisão no governo Getúlio Vargas, após a Intentona Comunista de 1935, mas escapou e fugiu para a Europa, onde passou dois anos.

De volta ao Brasil, matricula-se na Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP) e funda o primeiro clube de cinema, que foi fechado algum tempo depois pelo Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP).

Em 1946 foi estudar em Paris, como bolsista do governo francês. A partir da década de 1960, organizou mostras de filmes em Brasília, que originaram posteriormente o Festival de Brasília de Cinema Brasileiro.

Em 1965 criou o primeiro curso superior de cinema, na Universidade de Brasília, iniciativa encerrada por causa da cassação de vários professores. Três anos depois, tornou-se professor de História do Cinema Brasileiro no curso de cinema da Escola de Comunicações e Artes da USP. Paulo Emílio foi casado com a escritora Lygia Fagundes Telles.

O AGRACIADO - Jean-Claude Bernadet nasceu em Charleroi (Bélgica), no dia 2 de agosto de 1936, de família francesa, a infância em Paris, e veio para o Brasil com sua família aos 13 anos, naturalizando-se brasileiro em 1964.

É diplomado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris) e doutor em Artes pela ECA (Escola de Comunicações e Artes) da USP.

Interessou-se por cinema a partir do cineclubismo, e começou a escrever críticas no jornal O Estado de S. Paulo a convite de Paulo Emílio Salles Gomes.

Tornou-se grande interlocutor do grupo de cineastas do Cinema Novo, e especialmente de Glauber Rocha, que rompeu com ele a partir da publicação de Brasil em Tempo de Cinema (1967).

Foi um dos criadores do curso de cinema da UnB, em Brasília, e deu aulas de História do Cinema Brasileiro na ECA-USP, até se aposentar em 2004.

Além de sua importância como teórico, é também ficcionista, com quatro volumes publicados. Participou de vários filmes, como roteirista e assistente de direção, eventualmente como ator em pequenos papéis. Nos anos 1990 dirigiu dois ensaios poéticos de média-metragem: São Paulo, Sinfonia e Cacofonia (1994) e Sobre Anos 60 (1999).

OS LONGAS SELECIONADOS:

Uma comissão composta por cinco especialistas foi responsável por escolher, dentre os 132 longas-metragens inscritos, os nove selecionados para participar da Mostra Competitiva.

Os longas irão concorrer a prêmios no valor de R$ 250 mil. Todos os nove filmes são inéditos no Brasil e representam produções de sete diferentes estados do país.

"Embora não fosse uma pré-condição, achamos muito interessante que, entre os inscritos, tenhamos encontrado para a seleção final produções vindas de todas as regiões do país. De fato, ampliando as fronteiras do interesse dos realizadores brasileiros, a competição também nos levará a Cuba e a Miami”, informou o curador Eduardo Valente, que coordenou os trabalhos da comissão.

1.     A cidade onde envelheço, de Marilia Rocha, 99min, 2016, MG
2.     Antes o tempo não acabava, de Sérgio Andrade e Fábio Baldo, 85min, 2016, AM
3.     Deserto, de Guilherme Weber, 100min, 2016, RJ
4.     Elon não acredita na morte, de Ricardo Alves Jr., 75min, 2016, MG
5.     Malícia, de Jimi Figueiredo, 87min, 2016, DF
6.     Martírio, de Vincent Carelli, em colaboração com Ernesto de Carvalho e Tita, 160min, 2016, PE
7.     O último trago, de Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti, 90min, 2016, CE
8.     Rifle, de Davi Pretto, 85min, 2016, RS
9.     Vinte anos, de Alice de Andrade, 80min, 2016, RJ

SINOPSES:

1 - A CIDADE ONDE ENVELHEÇO
Direção Marilia Rocha
Ficção, 99min, 2016, MG em coprodução com Portugal
Francisca é uma jovem portuguesa que mora há um ano no Brasil. Ela recebe Teresa, uma antiga conhecida com quem já tinha perdido contato. Enquanto Teresa vive momentos de descoberta e encantamento com o novo país onde deseja se instalar, Francisca deseja voltar a Lisboa. O filme acompanha as aventuras de cada uma pela cidade e a profunda amizade que nasce entre elas, obrigando-as a lidar com desejos simultâneos e opostos: a vontade de partir para um país desconhecido e a saudade irremediável de casa.
Elenco Elizabete Francisca, Francisca Manuel, Paulo Nazareth, Wederson Neguinho e Jonnata Doll
Roteiro João Dumans, Marilia Rocha e Thais Fujinaga

2 - ANTES O TEMPO NÃO ACABAVA
Direção Sérgio Andrade e Fábio Baldo
Ficção, 85min, 2016, AM
Anderson é um jovem indígena em conflito com os líderes de sua comunidade, localizada na periferia de Manaus. As tradições mantidas por seu povo parecem anacrônicas em relação à vida contemporânea que ele leva. Em busca de autoafirmação, Anderson abandona a comunidade para viver sozinho no centro da cidade, onde experimenta novos sentimentos e enfrenta outros desafios. No entanto, o Velho Pajé planeja trazê-lo de volta para mais um ritual.
Elenco Anderson Tikuna, Severiano Kedassere, Fidelis Baniwa, Kay Sara, Ana Sabrina, Rita Carelli, Begê Muniz, Emmanuel Aragão e Arnaldo Barreto

3 - DESERTO
Direção Guilherme Weber
Ficção, 100min, 2016, RJ
Um grupo de velhos artistas viaja apresentando um espetáculo pelo sertão brasileiro e, ao chegar num pequeno vilarejo, para mais uma apresentação, descobre uma cidade abandonada, composta de algumas casas, uma igreja e uma fonte que jorra água limpa, como uma miragem ou um milagre do deserto bíblico. Velhos e cansados da vida errante, os oito artistas decidem ficar neste vilarejo e quixotescamente fundar ali uma nova sociedade. Entretanto, esta sociedade não consegue escapar dos piores vícios das sociedades convencionais.
Elenco Lima Duarte, Cida Moreira, Everaldo Pontes, Magali Biff, Márcio Rosario, Fernando Teixeira, Claudinho Castro e Pietra Pan.
Roteiro Guilherme Weber e Ana Paula Maia

4 - ELON NÃO ACREDITA NA MORTE
Direção Ricardo Alves Jr.
Ficção, 75min, 2016, MG
Após o misterioso desaparecimento de sua esposa, Madalena, Elon imerge em uma jornada insone pelos cantos mais sombrios da cidade, buscando entender o que pode ter acontecido com Madalena, na tentativa de não perder sua sanidade pelo caminho.
Elenco Romulo Braga, Clara Choveaux, Lourenço Mutarelli, Grace Passô, Germano Melo, Silvana Stein, Eduardo Moreira, Claudio Marcio, Helvecio Alves Izabel

5 - MALÍCIA
Direção Jimi Figueiredo
ficção, 90min, 2016, DF
Dono de um restaurante tenta quitar suas dívidas por meio de uma propina, sem saber que é observado por um voyer.
Elenco Sérgio Sartório, Vivianne Pasmanter, João Baldasserini, Marisol Ribeiro, Laura Teles Figueiredo, Murilo Grossi, Rosanna Viegas, Luciana Caruso, Simônia Queiroz e Alexandre Ribondi

6 - MARTÍRIO
Direção Vincent Carelli, em colaboração com Ernesto de Carvalho e Tita
Documentário, 160min, 2016, PE
O retorno ao princípio da grande marcha de retomada Guarani Kaiowá através das filmagens de Vincent Carelli, que registrou o nascedouro do movimento na década de 1980. Vinte anos mais tarde, Carelli busca as origens deste genocídio, fruto de um conflito de forças desproporcionais: os despossuídos Guarani Kaiowá, dispostos a “morrer se for preciso”, frente à poderosa elite do agronegócio.
Elenco Comunidades Guarani Kaiowá do Mato Grosso do Sul.=

7 - O ÚLTIMO TRAGO
Direção Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti
Ficção, 90min, 2016, CE
Em três épocas distintas, trava-se uma luta contra a opressão. A história se repete, porém é atravessada pelo imprevisível, alimentando o espírito revolucionário. I. Após cometerem um crime, Augustina, Ana e Tarsila se escondem em uma casa abandonada. Elas carregam consigo uma foto de Valéria, ícone de guerreira e pirata. II. Vicente, Marlene e Cláudio se encontram isolados em um bar no meio do sertão. Aos poucos, o refúgio é invadido pela assombração de Valéria. Ela convoca Vicente a participar da sua luta. III. Valéria foi soterrada pela violência do mundo contemporâneo. Ela se esforça para restabelecer o elo consigo mesma e retomar o seu lugar no mundo. Algo há de acontecer.
Elenco Mariana Nunes, Ana Luiz Rios, Larissa Siqueira, Samya de Lavor, Rodrigo Fischer, Romulo Braga, Elisa Porto e Stephane Brodt.
Produção executiva Caroline Louise

8 - RIFLE
Direção Davi Pretto
Ficção, 85min, 2016, RS
Dione é um jovem misterioso que vive com uma família em uma região rural e remota. A tranquilidade da região é afetada quando um rico fazendeiro tenta comprar a pequena propriedade onde Dione e a família vivem.
Elenco Dione Avila de Oliveira, Evaristo Pimentel Goularte, Andressa Pimentel Goularte, Sofia Ferreira e Francisco Fabricio Dutra dos Santos.

9 - VINTE ANOS
Direção Alice de Andrade
Documentário, 80min, 2016, RJ em coprodução com Costa Rica
Vinte Anos é um filme sobre o amor e o tempo que passa, numa Cuba onde o tempo parecia não passar. É um retrato de um mundo prestes a desaparecer para sempre, às vésperas de uma mudança radical e imprevisível. Histórias de amor de três casais cubanos, filmadas ao longo de duas décadas.
Elenco Documentário. Miriam Planas Grillo, Andrés Martínez, Silvia Plá Camaño, Danilo Perdomo, Marlene Berg Borbón, Mario Cotilla Aldama, Karla Cecília Berg e Winnie Camila Berg.

PRÊMIOS
a) Prêmios oficiais
Filme de longa metragem
Melhor Filme de longa metragem - R$ 100.000,00
Melhor Direção - R$ 20.000,00Melhor Ator - R$ 10.000,00
Melhor Atriz - R$ 10.000,00
Melhor Ator Coadjuvante - R$ 5.000,00
Melhor Atriz Coadjuvante - R$ 5.000,00
Melhor Roteiro - R$ 10.000,00
Melhor Fotografia - R$ 10.000,00
Melhor Direção de Arte - R$ 10.000,00
Melhor Trilha Sonora - R$ 10.000,00
Melhor Som - R$ 10.000,00
Melhor Montagem - R$ 10.000,00

b) Prêmio do Júri Popular - para os filmes escolhidos pelo público, por meio de votação em cédula própria:
Melhor Filme de longa metragem - R$ 40.000,00

OS CURTAS E MÉDIAS:
Os 12 títulos foram selecionados dentre um total de 473 filmes inscritos nas durações curta ou média e concorrerão a prêmios no valor de R$ 90 mil.

1 - Abigail, de Isabel Penoni e Valentina Homem, 17min, 2016, RJ
2 - Bodas de papel, de Keyci Martins e Breno Nina, 12min20, 2016, MA
3 - Confidente, de Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes, 12min, 2016, RJ
4 - Constelações, de Maurilio Martins, 25min, 2016, MG
5 - Demônia - melodrama em 3 atos, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet, 17min, 2016, SP
6 - Estado itinerante, de Ana Carolina Soares, 25min, 2016, MG
7 - O delírio é a redenção dos aflitos, de Fellipe Fernandes, 21min, 2016, PE
8 - Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos, de Gustavo Vinagre, 22min, 2016, SP
9 - Ótimo amarelo, de Marcus Curvelo, 20min, 2016, BA
10 - Procura-se Irenice, de Marco Escrivão, Thiago B. Mendonça, 25min, 2016, SP
11 - Quando os dias eram eternos, de Marcus Vinicius Vasconcelos, 12min, 2016, SP
12 - Solon, de Clarissa Campolina, 16min, 2016, MG

OS PRÊMIOS

a) Prêmios oficiais
Filmes de curta ou média metragem
Melhor Filme de curta ou média metragem - R$ 30.000,00
Melhor Direção - R$ 10.000,00
Melhor Ator - R$ 5.000,00
Melhor Atriz - R$ 5.000,00
Melhor Roteiro - R$ 5.000,00
Melhor Fotografia - R$ 5.000,00
Melhor Direção de Arte - R$ 5.000,00
Melhor Trilha Sonora - R$ 5.000,00
Melhor Som - R$ 5.000,00
Melhor Montagem - R$ 5.000,00

 
b) Prêmio do Júri Popular - para o filme escolhido pelo público, por meio de votação em cédula própria:
Melhor Filme de curta ou média-metragem - R$ 10.000,00

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Destaques

Mais Artigos

Angélica Torres -Na noite do anúncio da intervenção militar no Rio, assistindo aos noticiários da Rede Globo até a madrugada, após anos sem dar...
(263)